Home / Notícias Corporativas / Tratamento com semaglutida é liberado pela Anvisa para o tratamento de sobrepeso

Tratamento com semaglutida é liberado pela Anvisa para o tratamento de sobrepeso

O Wegovy (semaglutida 2,4mg) foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), enquanto medicamento para o tratamento de sobrepeso. Ainda que contenha o mesmo princípio ativo do Ozempic (remédio para diabetes), são produtos diferentes, com propostas distintas, e não devem ser utilizados para o mesmo objetivo.

O medicamento Wegovy começou a ser vendido nos Estados Unidos em 2021. No Brasil, a decisão da Anvisa foi veiculada no Diário Oficial da União, no dia 2 de janeiro deste ano. Para a aprovação, a agência se baseou nos resultados de ensaios clínicos Semaglutide Treatment Effect in People with Obesity (STEP), feitos com mais de 4 mil pessoas no mundo.

Semaglutina tem possíveis efeitos colaterais

Durante os ensaios e pesquisas clínicas, muitos dos pacientes que recorreram ao Wegovy apresentaram efeitos colaterais transitórios, principalmente os relacionados ao aparelho gastrointestinal: vômitos, náuseas, constipação, diarreia e dores abdominais. Não se sabe, até o momento, quando o Wegovy estará disponível no mercado brasileiro. Por enquanto, o processo de incorporação do medicamento está na etapa de definição de preços, na Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED).

Ozempic

Como já mencionado, o Ozempic utiliza o mesmo princípio do Wegovy: a semaglutida. Entretanto, trata-se de um medicamento para diabetes tipo 2, que tem sido utilizado para perda de peso sem a aprovação da Anvisa. O tratamento adequado considera diferentes dosagens, esquemas de titulação e informações de prescrição, por isso não se deve substituir um pelo outro.

Vale a pena o uso do Ozempic (semaglutida)?

É preciso entender que, como qualquer outro medicamento, existem os benefícios e riscos no uso da semaglutida (princípio ativo do Ozempic). O benefício está evidente: a perda rápida de peso. Os riscos compreendem os efeitos colaterais gastrointestinais e no estado emocional da pessoa. Existem vários relatos de que o Ozempic provoca náuseas, vômitos, enjoos, diarreia e gases. Há também problemas relacionados ao humor, como aumento da irritabilidade e ansiedade.

Para suportar esses efeitos colaterais do Ozempic, alguns médicos prescrevem outros medicamentos para uso em conjunto. Em geral, são prescritos medicamentos para controle da acidez estomacal, antidepressivos e remédios controlados para dormir.

“É um verdadeiro coquetel de medicamentos, que atinge sim o objetivo de emagrecer a pessoa, mas o preço que se paga é alto demais” alerta Vivian Costa, farmacêutica da farmácia de manipulação Sempre Viva, especialista em longevidade e saúde integrativa.

Vivian ainda alerta sobre a descontinuação no uso do Ozempic e dos outros medicamentos prescritos: “A pessoa sente sintomas difíceis de suportar ao tentar desmamar o coquetel prescrito”. E completa: “é preciso praticar a individualidade no tratamento e analisar de forma integrada o paciente”.

About DINO

Check Also

Empresa explica sobre como evitar a queda de tensão

A queda de tensão é um problema que pode causar diversos transtornos para a instalação …