Home / Notícias Corporativas / Petshop e strip malls: fusão de gigantes é benéfica

Petshop e strip malls: fusão de gigantes é benéfica

Recentemente, Petz e Cobasi anunciaram a fusão de suas operações. O movimento, estudado há algum tempo pelas duas grandes varejistas do setor pet, acendeu o alerta de pequenos negócios da área, uma vez que cerca de 48,7% do faturamento do setor pet em 2022 veio de pequenos pet shops de bairro, segundo o Instituto Pet Brasil (IPB).

 

Localizados em centros comerciais de proximidade – os chamados strip malls – muitos pequenos varejistas pet têm receio de que esta fusão incomode os pequenos e médios varejistas. Na verdade, segundo especialistas, o negócio entre Petz e Cobasi pode beneficiar ainda mais estes lojistas.

 

“Esta negociação abre oportunidades para que empreendedores reforcem ainda mais sua proximidade com o cliente, investindo em técnicas de fidelização”, explica Marcos Saad, sócio da MEC Malls, que faz a concepção e gestão de strip malls.

 

De acordo com o executivo, o negócio cria oportunidades para que os pequenos se profissionalizem, uma vez que a vocação dos strip malls gera o relacionamento com o cliente que mora no entorno e resolve tudo em um só lugar.

 

Com cerca de 500 lojas derivadas da união de Petz e Cobasi, as marcas foram vistas como ameaça no mercado pet, mas especialistas dizem que não é bem assim. “O momento é ideal para que pet shops que operam no varejo de proximidade aumentem seus diferenciais, especialmente em serviços”, enfatiza Mario Thurler, sócio da MEC Malls e vice-presidente da Associação Brasileira de Strip Malls (ABMalls).

 

Para se ter uma ideia da capacidade de faturamento do setor pet, em 2022, o mercado faturou R$ 60,2 bilhões – um crescimento de 16,4% em relação ao ano anterior – de acordo com o IPB.

 

No que diz respeito aos serviços oferecidos por pet shops de bairro, o setor registrou um crescimento de 20% em 2022, segundo o IPB. “Não acreditamos que a fusão de Petz e Cobasi trará complicações aos pequenos varejistas de strip malls, uma vez que seu forte são os serviços. Essas gigantes, por outro lado, têm foco na venda de produtos”, complementa Marcos Saad, também presidente do Conselho da ABMalls.

 

A Petz, inclusive, possui uma rede de franquias chamada Zee.Dog, adquirida em 2021. A marca cresce com unidades menores, em bairros, para que o consumidor vá a pé. Petz e Cobasi podem, inclusive, criar modelos compactos de lojas, focados no varejo de proximidade.

 

“Por tudo isso, oportunidades de negócio não faltarão para quem trabalha no setor pet. As possibilidades não param de surgir”, encerra Saad.

 

About DINO

Check Also

STF amplia licença-maternidade para trabalhadoras autônomas

Uma nova decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) ampliou, por seis votos a cinco, o …