Home / Notícias Corporativas / Empresa incorpora inclusão como um dos seus valores

Empresa incorpora inclusão como um dos seus valores

Segundo um amplo estudo da consultoria McKinsey & Company sobre o estado da diversidade corporativa na América Latina, empresas da região que incentivam boas práticas de Inclusão e de Diversidade tendem a superar outras companhias em práticas-chave de negócios, como inovação e colaboração, e têm uma probabilidade maior de alcançar uma performance financeira superior à de seus pares que não o fazem. Isso tem provocado um crescimento de ações afirmativas nesse sentido das mais distintas corporações no país, de forma prática e conceitual.

Como a que foi realizada pelo UnitedHealth Group Brasil, que para valorizar a inclusão como um pilar essencial de sua cultura organizacional adicionou-a aos seus valores corporativos, ao lado da integridade, da compaixão, dos relacionamentos, da inovação e da performance. O objetivo foi demonstrar a importância desse tema, assim como da diversidade e da equidade, na companhia que controla as operadoras de saúde Amil e Amil Dental e a rede médico-hospitalar Americas.

“A Inclusão é um valor essencial que guia a nossa empresa e a direciona a um futuro plural e igualitário. Precisamos dar a importância necessária a ela e encará-la como um pilar central da nossa cultura organizacional. Nossa missão é ajudar as pessoas a viver de forma mais saudável e contribuir para que o sistema de saúde funcione melhor para todos”, afirma o vice-presidente de Pessoas e Segurança Corporativa do UnitedHealth Group Brasil, Ricardo Burgos.

“Esse acréscimo faz com que os valores da companhia representem melhor quem somos e a nossa conduta de buscar, ativamente, criar um ambiente onde realmente todos, sem exceção, se sintam bem-vindos, respeitados e capacitados a contribuir plenamente”, complementa o executivo.

Ricardo Burgos ressalta que as empresas nunca estão no estágio ideal de inclusão e de diversidade e sempre precisam evoluir, pois são dinâmicas: mudam os modelos de negócios e as equipes, por exemplo. O que leva o UnitedHealth Group Brasil a ter uma atenção constante nessa agenda. Entre os resultados alcançados pela companhia em 2023 em relação às ações de inclusão e de diversidade, ele destaca que o percentual de contratações realizadas até o mês de outubro e pessoas de um grupo diverso (acima de 50 anos; pretas ou pardas autodeclaradas; mulheres; com deficiência; ou LGBTQIAPN+), para cargos que vão de gerente sênior a diretor (a) executivo (a), foi de 68,85 % de todas as admissões, superando consideravelmente a meta de 50% estabelecida para este ano.

Outra iniciativa cujos números merecem ser enfatizados é o Projeto Toucas Afro, que busca oferecer melhor adequação e mais conforto para as pessoas colaboradoras do time assistencial da empresa, a partir de uma ideia que surgiu no grupo de diálogo Melanina. Todos os 31 hospitais do UnitedHealth Group Brasil (19 da Amil e 12 da rede Americas) disponibilizam, desde o primeiro semestre, toucas descartáveis que contemplam a pluralidade dos tipos de cabelos, incluindo crespos, volumosos e com tranças. Mais de 35 mil unidades foram adquiridas até o fim de outubro e estão à disposição para essa finalidade.

Além do Melanina, responsável pelas discussões sobre equidade étnico-racial, o UnitedHealth Group Brasil conta com outros cinco Grupos de Diálogo: : + Eficiente (pessoas com deficiência), Pride (LGBTQIAPN+), Nós Por Elas (equidade de gênero), Nossas Gerações (intergeracionalidade) e Caleidoscópio (religiosidade e regionalismos). Eles são formados, atualmente, por quase 1.300 pessoas colaboradoras voluntárias e fomentam internamente a discussão sobre Inclusão e Diversidade, buscando impulsionar a adoção de medidas corporativas.

Neste mês de novembro, haverá uma série de atividades para promover o fomento das discussões sobre a questão racial dentro da organização. No dia 16, a palestrante Inês Borges, administradora, especialista em negócios digitais, mestranda em economia e que atua como mentora de pessoas e empresa, falou sobre as potencialidades das pessoas negras e a importância do primeiro passo. Nesta terça-feira (21/11), foi a vez do chef Jorge da Hora, docente dos cursos de Gastronomia, Hotelaria e Formação de Cozinheiro Internacional no Centro Universitário Senac Santo Amaro, explicar sobre a presença da cultura africana na formação da cultura brasileira – cozinha, história, religião e silenciamentos. E no dia 30 de novembro serão anunciadas as pessoas vencedoras da 4ª edição do Prêmio Dr. Juliano Moreira – Melanina Reconhece. Ele homenageia o primeiro médico negro do Brasil e reconhece as pessoas pretas e pardas que representam os seis valores do UnitedHealth Group Brasil: integridade, compaixão, inclusão, relacionamentos, inovação e performance.

About DINO

Check Also

Mercado de importação de pedras naturais segue em expansão

Nos últimos anos, as importações de pedras naturais para decoração e construção têm experimentado um …