Home / Notícias Corporativas / Como os cuidados pessoais chegaram às mãos dos brasileiros?

Como os cuidados pessoais chegaram às mãos dos brasileiros?

O ano de 2022 foi extremamente marcado pela explosão no mercado de health techs. Estas empresas que trazem soluções em saúde, de maneira digital, já vinham ganhando bastante espaço em 2021 com as regulamentações da telemedicina, fortemente motivada pelos impactos da Covid-19. De acordo com a Deloitte, 45% das health techs brasileiras foram, criadas a partir de 2019. Desde consultas online ao monitoramento de atividades físicas e alimentação, por exemplo, a verdade é que o brasileiro teve a possibilidade do cuidado com a saúde ser mais acessível nos últimos tempos.

E as facilidades não pararam por aí. O monitoramento da rotina infantil, a gestão financeira compartilhada com os adolescentes e até cuidados com as plantas podem ser feitos através de uma série de apps especializados para ajudar a população.

Além de um acompanhamento, alguns destes aplicativos oferecem, por exemplo, soluções para problemas reais do dia a dia, como um móvel da casa que precisa ser montado ou um cano estourado de repente. Em poucos minutos, é possível receber um profissional pré-avaliado, capacitado para finalizar o problema, com horário marcado e pagamento digitalizado e assegurado.

Para William Kassis, CEO da Repfy, app que conecta prestadores de serviços à população, este é só o começo. “Desde a pandemia, vimos muitas pessoas migrando entre as cidades, deixando empregos tradicionais e cuidando mais de si e da casa. E todos estes fatores se reúnem através da tecnologia de um aplicativo moderno. Seja para cuidar de alguma questão, ou para angariar clientes.”

A expectativa de empresários do setor é que estes apps possam chegar ao ponto de se relacionarem entre si, criando sistemas cada vez mais úteis e completos para o usuário. Se vai continuar funcionando? A resposta virá da palma das mãos.

About DINO

Check Also

STF amplia licença-maternidade para trabalhadoras autônomas

Uma nova decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) ampliou, por seis votos a cinco, o …