Home / Notícias Corporativas / Casamentos irão manter bom ritmo em 2023, apesar da inflação

Casamentos irão manter bom ritmo em 2023, apesar da inflação

Em 2022, o setor nupcial brasileiro experimentou uma maior visibilidade por conta do grande número de enlaces adiados durante a pandemia da COVID-19. A situação colocou luz sobre a celebração dos casamentos, eventos responsáveis por gerar uma contribuição permanente de bilhões de reais à economia e manter milhões de empregos diretos e indiretos no país.  

Casamentos.com.br, marketplace de referência na contratação de empresas e profissionais da área e pertencente ao grupo internacional The Knot Worldwide, analisa o que o setor pode esperar para 2023 e também detalha por quais razões os casais continuam se casando, mesmo em um momento de alta de preços como o de agora.

O que esperar de 2023?

Em 2023, é possível esperar um bom ritmo de celebrações, semelhante ao ano passado. Este ano continuará absorvendo as celebrações adiadas dos anos anteriores, previstas para acontecer em um contexto com muito menos restrições e com 80% da população vacinada com ao menos duas doses da vacina contra o novo coronavírus.

O Brasil fechou o ano de 2022 com quase 1 milhão de casamentos, segundo dados do Portal da Transparência. O valor é muito próximo ao estimado pelo Casamentos.com.br no ano que ficou conhecido como “o ano do boom dos casamentos”, após milhares de casamentos terem sido adiados por conta da pandemia.

O número de casamentos registrados no ano passado foi superior ao dos anos de 2020 e 2021 e ficou perto de alcançar a quantidade de casamentos realizados em 2019, último ano de atividade normal do setor, quando foram celebrados 980 mil enlaces. Vale destacar que a região Norte superou o número de casamentos de 2019 em 5%. Já a região Sul não alcançou a quantidade de enlaces celebrados em 2019 por apenas 8%.

Qual deve ser o impacto da inflação nos casamentos?

O ano de 2022 gerou para a economia brasileira pelo menos R$ 40 bilhões, de acordo com estimativas da Casamentos.com.br. Este ano, estima-se que o setor continue contribuindo com um valor semelhante ou ligeiramente maior que esse por causa da inflação. Mas é fato que a alta dos preços – principalmente dos alimentos – está exigindo adaptações de casais e fornecedores para manter o orçamento previsto para o evento.

“Estimamos que a inflação não afetará drasticamente nosso setor, mas é possível que os casais reduzam um pouco o orçamento ou ajustem o número de convidados”, explica Juliana Gallo, vice-presidente de vendas para Índia e América Latina da The Knot World Wide, grupo ao qual pertence a marketplace brasileira.

De acordo com a especialista, além de definir um orçamento – a média de custo de um casamento brasileiro pré-pandemia era de R$ 40 mil – os casais podem priorizar algumas medidas como optar por casar em dias alternativos e mais baratos, escolher formatos mais econômicos para o buffet e buscar por mais promoções.

“Recomendamos aos casais terem muita clareza sobre qualquer tipo de cláusula que possa gerar aumentos e optarem por formas de pagamento mais vantajosas”, orienta.

Os benefícios do casamento

Ainda conforme a especialista, é comum que casais decidam pelo casamento visando garantir também os benefícios relacionados à união. Entre vantagens estão questões legais e fiscais, como a possibilidade de fazer a declaração do imposto de renda em conjunto, acessar ao plano de saúde do cônjuge  e o direito à pensão por viuvez ou heranças. Mas também existem motivos mais simbólicos.

De acordo com O Livro Imprescindível dos Casamentos, os casais que decidem se casar, o fazem para dar um passo a mais na relação. Essa foi a resposta de 64% dos 4.250 casais em pesquisa encabeçada por Casamentos.com.br, em parceria com o Google e o professor Carlos Torrecilla, da escola de negócios ESADE. Há também o desejo de terem filhos e morarem juntos. Outras vantagens estão listadas aqui.

Sobre a Casamentos.com.br: Portal nupcial que faz parte do grupo The Knot WorldWide cujo objetivo é ajudar noivos a organizar o dia mais feliz das suas vidas. Com presença internacional, o grupo criou uma comunidade nupcial e dispõe de uma base de dados detalhada com mais de 700.000 profissionais do setor nupcial e oferece aos casais ferramentas para preparar a sua lista de convidados, administrar o orçamento, encontrar fornecedores, etc. The Knot WorldWide opera em 16 países através de diferentes domínios como Casamentos.com.br, Bodas.net, WeddingWire.com, TheKnot.com, Matrimonio.com, Mariages.net, Casamentos.pt, Bodas.com.mx, Matrimonio.com.co, Matrimonios.cl, Casamientos.com.ar, Matrimonio.com.pe, Hitched.co.uk, Hitched.ie, Casamiento.com.uy, WeddingWire.ca e WeddingWire.in.

About DINO

Check Also

STF amplia licença-maternidade para trabalhadoras autônomas

Uma nova decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) ampliou, por seis votos a cinco, o …