Home / Notícias Corporativas / Sendi encerra com público de 25 estados e nove países

Sendi encerra com público de 25 estados e nove países

Participantes de 25 estados e nove países marcaram presença no XXIV Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (Sendi) 2023, encerrado na tarde desta sexta-feira (10), no Pavilhão de Carapina, no Espírito Santo. O seminário já está confirmado para 2025 e será realizado em Belo Horizonte (MG), tendo como empresa anfitriã a Cemig e realização da Abradee.

Na solenidade de encerramento, o presidente da EDP, João Marques da Cruz, empresa anfitriã do Sendi 2023, agradeceu aos colaboradores, empresas e associações envolvidas por tornar essa edição possível.

“O Brasil deve ter orgulho do que foi feito no setor de distribuição. Muito já foi feito, mas ainda há muito a evoluir e o Sendi é uma peça fundamental desse esforço conjunto de modernização, investimento e qualificação do nosso setor”. 

Já o presidente da Abradee, Marcos Madureira, afirmou que o setor vai continuar falando de inovação em outras oportunidades e que todo conhecimento produzido nesse seminário, no Espírito Santo, vai ajudar o segmento a se desenvolver. “Nós não podemos deixar morrer o que é produzido de material técnico e que muitas vezes é simplesmente arquivado após o encerramento de um evento com esse. Nós precisamos e vamos continuar falando de inovação”.  

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, Bruno Lamas, representou o governo do Estado na solenidade. Lamas ressaltou a importância do Sendi para o crescimento do setor e apontou o impacto positivo do evento no Estado. “Evento muito bonito, com um grau de organização muito grande, com impactos positivos na nossa economia. Os hotéis da região ficaram lotados, beneficiando também os restaurantes e outros setores. Deixo aqui o meu agradecimento a todos vocês”.

Ao final da solenidade, foi a hora de “passar o bastão” para a Cemig e o estado de Minas Gerais – próximos anfitriões do Sendi, em 2025. Subiram ao palco o vice-presidente da Distribuição da EDP, Dyogenes Rosi; o presidente da Abradee, Marcos Madureira; e o superintendente dos Serviços Comerciais e Emergenciais da Cemig Distribuição, Ernando Antunes Braga. Para este momento, foi utilizada a casaca – um instrumento musical tipicamente capixaba, que representou a passagem do evento do Espírito Santo para Minas Gerais.  

Carta de Vitória

A solenidade foi marcada também pela leitura da Carta de Vitória, documento elaborado a partir dos resultados das discussões que ocorreram durante o Sendi 2023 e que será encaminhado ao Ministério de Minas e Energia.

O documento, chancelado pela Abradee, aponta três importantes pleitos e movimentos: o aceno positivo para a abertura de mercado, porém com tratamentos regulatórios essenciais; a previsibilidade regulatória, reforçando diretrizes para a prorrogação das concessões de forma não onerosa; e a diminuição dos subsídios.

“O futuro do setor depende do desenvolvimento das redes de distribuição, garantindo o despacho da geração descentralizada, a operação dos fluxos multidirecionais de eletricidade, a integração energética e novos serviços aos clientes. O salto desta década depende das redes e dos serviços, que continuam necessitando de regras sólidas, transparentes e modernas”, pontua o documento.

Premiações

Ainda durante a cerimônia, foram reconhecidas as melhores startups e os melhores trabalhos técnicos apresentados no Sendi 2023 A vencedora do pitch de startups foi a Billapp. Entre os trabalhos técnicos premiados, o primeiro lugar ficou com o “Estudo envolvendo a proposta de um novo modelo de leilão para produtores independentes de energia destinado aos sistemas isolados”, apresentado por Paloma Greiciana de Souza, da Energisa.

Em segundo lugar, ficou o trabalho de Lucas Diogo de Mendonça, da IPE, sobre “Plataforma de testes para homologação e qualificação de fornecedores WI-SUN FAN 1.0”. E com a medalha de bronze, o trabalho “Aplicação de postes auto aterrados em redes de distribuição”, de Felipe Moretti de Souza, da CPFL.

Rodeio dos Eletricistas

Um dos eventos mais esperados do Sendi foi a oitava edição do Rodeio Nacional dos Eletricistas. A grande campeã da competição em 2023 foi a equipe Marrentinhos, da distribuidora de energia da EDP em São Paulo. A equipe Celesc D2 ficou na segunda colocação, seguida pela Copel Distribuição.

A entrega do prêmio, que contemplou a tarefa de rede e melhores práticas, foi feita pelo presidente da EDP, João Marques da Cruz, e aconteceu durante jantar ao som do cantor Frejat, na noite desta quinta-feira (09). Em 2023, o rodeio reuniu 15 equipes com profissionais do setor elétrico de todo o país.

O Rodeio dos Eletricistas preza pelo conceito de equipes multitarefas: os times realizam atividades relacionadas ao combate a fraudes, operação e manutenção de redes, além de apresentar técnicas inovadoras na execução das tarefas, com vistas à eficiência e segurança. A finalidade do evento é fortalecer, inovar e disseminar a troca de experiências entre as distribuidoras de energia elétrica.

Sendi

Com a presença de 3,5 mil participantes, o Sendi 2023 foi realizado na última semana com uma ampla programação, que incluiu mais de 220 trabalhos técnicos apresentados, exposição com 150 empresas participantes, 39 palestrantes, o Rodeio Nacional dos Eletricistas com a participação de 15 equipes de seis estados brasileiros, pitchs com mais de 20 startpus, além de networking, workshops e atrações culturais e artísticas.

About DINO

Check Also

A Sonoco adquire a Inapel Embalagens Ltda.

HARTSVILLE, S.C., Dec. 01, 2023 (GLOBE NEWSWIRE) — A líder mundial em embalagens, Sonoco (NYSE: …