Home / Notícias Corporativas / Não ao ageísmo: diversidade também deve englobar pessoas mais velhas

Não ao ageísmo: diversidade também deve englobar pessoas mais velhas

Muito tem se falado sobre preconceito com relação a raça e gênero no mundo corporativo. Mas outro aspecto que também pode ser um obstáculo para as pessoas ingressarem ou se manterem no mercado de trabalho é a idade.

O ageísmo (também conhecido como idadismo ou etarismo) é o preconceito com relação a idade. Como bem define a sociedade Organização Pan-Americana da Saúde, ele “surge quando a idade é usada para categorizar e dividir as pessoas por atributos que causam danos, desvantagens ou injustiças, e minam a solidariedade intergeracional”.

De acordo com o documento “Global Report on Ageism”, produzido pela Organização Mundial de Saúde, metade da população mundial já teve atitudes preconceituosas em relação à idade e que podem interferir na saúde física e mental dos idosos. Isso só demonstra que o etarismo está enraizado em nossa sociedade, assim como os demais preconceitos.

A diversidade e inclusão vêm sendo trabalhadas em empresas há algum tempo. Mas não podemos nos esquecer que dentre os grupos minoritários que precisam de ações efetivas para terem seu lugar ao sol está o dos 50+. Com a alta expectativa de vida da população e o aumento da faixa etária em que a aposentadoria pode ser solicitada, esse grupo se vê tendo que trabalhar por mais anos e um mercado despreparado para recebê-los.

Na RS Serviços, cerca de 400 colaboradores possuem mais de 50 anos. Essas pessoas trabalham nas mais variadas frentes e funções. Os indivíduos com idade mais avançada contribuem muito para o equilíbrio em equipe, possuem outras perspectivas e costumam ter outras soluções para determinadas questões. “A diversidade, incluindo a etária, é fonte de resultados bastante positivos para a empresa”, comenta Amanda Alves, Gerente de RH da RS.

Vantagens de ter colaboradores com mais idade – É fato que os mais velhos trazem consigo uma bagagem que pode ser muito benéfica às empresas. Mas além disso, há outros fatores que demonstram que ter pessoas 50+ na empresa pode ser bastante vantajoso.

As pessoas com mais idade costumam ter uma rede de networking mais robusta, possuem mais experiência de vida e costumam ser bastante responsáveis e resilientes, além de permanecem mais tempo em uma mesma empresa. Além disso, essas pessoas contribuem para uma maior diversidade no ambiente de trabalho.

Segundo dados do Ipea, em 2050, 57% da população economicamente ativa no Brasil vai ter mais de 45 anos. Ou seja, o mercado terá de absorver esse público. Mas vale ressaltar que para se ter uma equipe mais diversa é necessário contar com as diferentes faixas etárias e, mais que isso, incluir demais minorias.

About DINO

Check Also

Prod entra para o ranking de Melhores Empresas de Minas Gerais mais uma vez

No último dia 13 de junho, a Prod, agência de soluções digitais, entrou para o …