Home / Notícias Corporativas / Monumentos são iluminados pela conscientização sobre a DPOC

Monumentos são iluminados pela conscientização sobre a DPOC

Falta de ar, tosse, chiado, pressão no peito. Esses podem ser alguns dos sintomas da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), termo utilizado para descrever doenças pulmonares progressivas que atingem 6 milhões de pessoas apenas no Brasil. Ainda assim, a patologia enfrenta problemas como o desconhecimento e o subdiagnóstico.

“Quando falamos de doenças crônicas respiratórias, como a DPOC, é importante que saibamos a importância da informação acerca da patologia. Um diagnóstico precoce, tratamento adequado e adaptações necessárias podem ser cruciais no momento de conviver com a patologia, assim como encontrar acolhimento em lugares importantes nessa trajetória, como no consultório médico”, comenta Bruna Rocha, gerente geral da CDD. 

Com o objetivo de mobilizar a sociedade para a conscientização sobre a DPOC, seus sinais e sintomas, a Crônicos do Dia a Dia (CDD) organiza, pelo quarto ano consecutivo, a campanha Viver com DPOC, que conta, em 2023, com o mote #RespireVida. O evento acontece a partir do dia mundial da condição, sempre celebrado na terceira quarta-feira de novembro, e, neste ano, será dia 15. Para marcar a data, a CDD promove a iluminação pública de monumentos em Brasília, Salvador e Foz do Iguaçu, em uma ação que busca conscientizar a população e poder público sobre a doença, além de chamar atenção para a necessidade de fortalecimento do processo diagnóstico, acesso ao tratamento e acompanhamento adequado dos pacientes, com o objetivo de promover uma melhor qualidade de vida. 

No feriado do dia 15 de novembro,  serão iluminados o Elevador Lacerda em Salvador, a Câmara dos Deputados em Brasília e monumentos da Tríplice Fronteira em Foz do Iguaçu. Neste último, receberão iluminação laranja as três pontes que ligam o Brasil aos vizinhos Paraguai e Argentina: a Ponte Nova Brasil-Paraguai, a Ponte da Argentina e a Ponte da Amizade, e ainda o marco da Tríplice Fronteira e a roda gigante de Foz do Iguaçu. 

“A iluminação de monumentos públicos é sempre uma ação muito simbólica na jornada de conscientizar e dar visibilidade para uma causa. Ano passado iluminamos o Cristo Redentor, um dos monumentos mais marcantes do nosso país, que simboliza também a esperança. Neste ano, expandimos ainda mais a iniciativa, com monumentos em diversas regiões do país iluminados de laranja pela DPOC”, relembra Rocha.

Além disso, a campanha #RespireVida conta com uma série de ações nas redes sociais, tanto para conscientizar a população em geral, como para promover mais informação e qualidade de vida para as pessoas que convivem com a DPOC. “Temos milhares de pessoas com DPOC em nossa base de contatos, e seguimos desenvolvendo materiais de qualidade, além de promover uma estrutura de acolhimento para receber essas pessoas, seus cuidadores e familiares – não só em novembro, mas durante o ano todo”, indica Giulia Gamba, gerente de comunicação da CDD. Todas as ações poderão ser acompanhadas pelas redes sociais da CDD, e envolvem e-book com material sobre nutrição e DPOC, séries de vídeos sobre qualidade de vida e DPOC, além de uma live com especialistas em tratamento e fisioterapia respiratória. 

Sobre a CDD

A associação Crônicos do Dia a Dia (CDD) é uma organização sem fins lucrativos e acredita que o diálogo é a ponte para que ninguém precise conviver com uma doença crônica sozinho. O objetivo do trabalho da CDD é apoiar todo o potencial humano para ampliar as perspectivas de vida das pessoas com condição crônica de doença, através de projetos e conteúdos, para que as pessoas não sejam definidas nem reduzidas a seus diagnósticos. 

About DINO

Check Also

Joe Kiani, fundador e CEO da Masimo, falará sobre IA na Cúpula Global de Segurança do Paciente no Chile

A Masimo (NASDAQ: MASI) anunciou hoje que seu fundador e CEO, Joe Kiani, será um …