Home / Notícias Corporativas / Marketing de influência é cada vez mais popular no Brasil

Marketing de influência é cada vez mais popular no Brasil

Associar marcas ou produtos à imagem de pessoas famosas ao contratá-las para fazer divulgação não é nenhuma novidade. Mas como resultado do cenário tecnológico atual, em que as pessoas passam uma considerável parte do seu tempo conectadas à internet consumindo e gerando conteúdo digital, esse conceito encontrou uma nova aplicação como prática de marketing digital e ganhou um grau de importância totalmente distinto.

O marketing de influência consiste basicamente em uma estratégia onde uma empresa trabalha a divulgação de seu negócio em parceria com produtores de conteúdo independentes, os chamados influenciadores digitais. Esses profissionais modernos cumprem o mesmo papel dos famosos de antigamente, ou seja, emprestam sua popularidade e reputação para a promoção de algum produto ou serviço. A principal diferença fica por conta do alcance que eles podem proporcionar. 

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Qualibest sobre os hábitos dos consumidores online, apontou que 71% dos entrevistados seguem algum influenciador digital. Entre essa porcentagem, 73% já compraram algo anunciado por eles e outros 50% costumam pesquisar a opinião dessas personalidades antes de adquirirem algum produto ou serviço. E a tendência é que esses números cresçam. Segundo um estudo realizado pela companhia de mídia dinamarquesa Influencer Marketing Hub, a expectativa é que esse mercado alcance a cifra de 16,4 bilhões de dólares em 2022.

“O brasileiro é o povo que mais se influencia por influenciadores digitais”, diz Paulo Guilherme Leal, especialista em Marketing Estratégico e Empreendedorismo. Diversos fatores contribuem para que o marketing de influência ofereça uma boa perspectiva em sua aplicação.

A atuação dos “influencers” em redes sociais e outros meios digitais se faz presente nas mais diversas áreas e assuntos, indo desde aqueles que falam de moda, saúde e beleza até os que fazem análise de equipamentos para pesca. Então, além de atingir um grande volume de pessoas que confiam e levam em consideração as suas opiniões, esses influenciadores também oferecem um público que pode ser altamente segmentado.

De acordo com Leal, o foco do mercado vai se firmando cada vez mais em micro influenciadores – aqueles que ficam na casa de alguns milhares de seguidores -, já que assim a marca consegue alcançar uma audiência mais engajada e qualificada, e com uma frequência maior do que utilizando um influenciador de milhões de seguidores com perfis distintos. 

“Com o valor para se contratar um mega influenciador é possível contratar um batalhão de influenciadores menores e de nicho”, afirma o especialista em marketing. “Considerando esse enfoque para o seu segmento, eles geram um “barulho” muito maior e mais duradouro.”

Apesar de todas as vantagens oferecidas pelo marketing de influência, como em qualquer outra solução estratégica, é preciso planejamento e atenção aos diferentes indicadores para se alcançar os bons resultados pretendidos. Ainda nas palavras de Leal, o mais importante seria “buscar pessoas de relevância que tenham o perfil de seu público-alvo e que também estejam em linha com os valores da empresa” para, assim, construir uma boa campanha.

Muitas vezes também se buscam soluções rápidas e de grande impacto logo de início e esse não é o foco central na implementação do marketing de influência. A estratégia tem como ponto forte desenvolver uma relação mais real e próxima entre o público e o produto. “Marketing é sequência e frequência, e isso vale para os influenciadores que estão divulgando sua marca” conclui Paulo Guilherme Leal.

About DINO

Check Also

Cataratas do Iguaçu são indicadas ao “Oscar do Turismo” 2024

As Cataratas do Iguaçu, conjunto de 275 quedas d’água localizados na fronteira entre Brasil e …