Home / Notícias Corporativas / Etesco acompanha o movimento global e foca em práticas de ESG

Etesco acompanha o movimento global e foca em práticas de ESG

Mais do que uma simples tendência, o ESG é um conceito que vem sendo cada vez mais empregado por empresas de diversos setores. A prática, que envolve políticas de meio ambiente, governança e responsabilidade social, já entrou para a lista de estratégias adotadas pelas organizações que desejam se fortalecer e crescer no mercado.

De acordo com Giselle Martinelli Chunques, Gerente de SGI /Compliance da Etesco, o ESG é uma jornada de transformações dos negócios para um universo ético, transparente, sustentável e interconectado.

“As empresas que investem em ESG veem uma oportunidade de realizar ações positivas, construindo um trabalho sustentável, obtendo melhores retornos a longo prazo. Esse investimento é uma pequena forma de devolver à sociedade tudo aquilo que os colaboradores cedem para a empresa”, explica Giselle.

O impacto das empresas no meio ambiente e na sociedade ficou cada vez mais evidente ao longo do tempo. Com isso, a cobrança por práticas sustentáveis foi aumentando e as empresas passaram a se preocupar cada vez mais com as questões relacionadas ao tema.

As práticas de ESG tornaram-se fundamentais e as companhias que antes não se preocupavam com essas questões tiveram que se esforçar para reduzir os impactos e se dedicar a garantir o bem-estar de seus stakeholders. Quando uma empresa investe em práticas de ESG, ela se mostra comprometida e engajada com o mercado onde está inserida, constrói confiança, aumenta a consciência das partes interessadas e encoraja a mudança social.

Outro exemplo de que a prática está em crescimento são os números obtidos em países da Europa. Conforme relatório da consultoria PwC, 77% dos investidores já não pretendem mais realizar negócios com empresas que ‘não são ESG’.

O ESG se tornou ainda mais relevante nas redes sociais em época de pandemia. Só em 2020, foram mais de 22 mil publicações a respeito do assunto, batendo o número de 2019. Além é claro, dos insights positivos – e negativos – e de todos os setores envolvidos.

A relação entre ESG e a construção civil

Assim como em qualquer outra área, as práticas de ESG se mostram fundamentais no mercado de construção civil. A Etesco é uma das companhias que têm investido na implementação de ações de responsabilidade socioambiental. “Muito mais do que apenas construir edificações e se certificar de que o projeto deu certo, a responsabilidade da construtora também é pensar e respeitar as políticas ambientais, com um consumo consciente dos recursos naturais e impacto positivo à sociedade”, diz Giselle. Ainda segundo a executiva, mesmo não sendo uma tarefa fácil, o ESG pode ser implementado por meio de certificações. “O mercado atual exige essas ações, que respeitem a população e preservem o meio ambiente”, afirma.

Com um processo mais sustentável, os recursos de uma empresa do setor poderão ser otimizados e, assim, os custos serão reduzidos. Haverá, ainda, o aumento da produtividade dos colaboradores, sendo responsáveis pelo aumento da lucratividade. Outra vantagem é a construção de uma imagem bastante positiva diante de investidores, clientes, colaboradores, entre outros. “São diversos os benefícios que o sistema ESG pode trazer para empresas do setor da construção civil. Mas um dos fatores mais bem avaliados pelos investidores é o consumo consciente. O uso de materiais sustentáveis demonstra a preocupação com o meio ambiente, influenciando bastante no fechamento de negócios”, finaliza.

Etesco está patrocinando o Programa de Atletismo Macaé

Já atuando de acordo com as práticas de ESG, a Etesco é a atual patrocinadora do Programa de Atletismo Macaé, em parceria com o Ciep Maringá. Além do treinamento específico das modalidades do atletismo, os alunos do projeto participam de atividades socioeducativas, culturais, esportivas, com participação constante e efetiva em diversos eventos e competições municipais, regionais, estaduais e nacionais.

A manutenção e ampliação do projeto contribui não só para a formação desportiva dos alunos, mas para sua formação biopsicossocial, uma vez que se espera que, em curto e médio prazo, a prática de atividades físicas seja uma opção de escolha e um estilo de vida saudável, favorecendo o desenvolvimento integral dos alunos. Igualmente, se espera a detecção de novos talentos com potencial olímpico. Outro aspecto importante é a socialização e o incentivo ao protagonismo juvenil, importantes instrumentos para o desenvolvimento pessoal e social dos alunos.

About DINO

Check Also

Toxina botulínica pode prevenir envelhecimento do pescoço

Uma análise feita por pesquisadoras do Centro de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Oswaldo Cruz concluiu …