Home / Notícias Corporativas / Empresa Brasileira está entre as 25 com melhores práticas ESG/Euronex

Empresa Brasileira está entre as 25 com melhores práticas ESG/Euronex

A Euronext NV (European New Exchange Technology), bolsa de valores europeia com sede em Amsterdã e sede corporativa em La Défense na Grande Paris, opera mercados e atualmente é a maior bolsa de valores da Europa Continental. Ao lançar o índice AEX® ESG, baseado em 50 indicadores sustentáveis, segue o lançamento bem-sucedido do índice francês CAC 40® ESG, do índice italiano MIB® ESG e do índice norueguês OBX® ESG.

Este índice identifica as 25 empresas que demonstram as melhores práticas Ambientais, Sociais e de Governança (ESG) em um universo inicial das 50 empresas que compõem os índices AEX® e AMX®. A avaliação ESG das empresas é fornecida pela Morningstar Sustainalytics, fornecedora líder global de pesquisas, classificações e dados ESG. Ele incorpora filtragem negativa e filtros de exclusão baseados em normas aplicadas de acordo com os Princípios 1 do Pacto Global da ONU.

O índice AEX® ESG foi desenvolvido para facilitar a adoção das principais abordagens de investimento ESG por investidores institucionais e privados, e o Grupo Holandês Fagron, presente no Brasil, está entre as 25 empresas recomendadas pelas melhores práticas e consequentemente menores riscos para o planeta e a sociedade. A responsabilidade social corporativa está no centro das operações e da estratégia do Grupo, que continuamente, oferece produtos e serviços que contribuem por melhorias à saúde das pessoas em todo o mundo.

Em seu plano ESG 2022, a empresa definiu como metas a redução da intensidade de gases de efeito estufa em suas operações, aquisição de 50% de sua eletricidade de fontes renováveis até 2025 e separação dos resíduos em todas as suas localidades.

Em seus compromissos para de igualdade de gênero, a Fagron visa não apenas ter uma distribuição de gênero 50/50 de todos os seus funcionários, mas até 2025 também na gestão. Além disso, a Empresa tem como meta ter pelo menos 75% (na compra de value) de seus fornecedores assinando o Código de Conduta de Parceiros de Negócios até 2025.

A Fagron endossa todos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pelas Nações Unidas em 2015. Com base na estratégia de sustentabilidade definida, foram selecionadas cinco categorias onde os esforços se concentram ativamente e onde a empresa acredita que possa dar maior contribuição: meio ambiente – reduzindo impactos, seus funcionários – proporcionando benefícios e retribuindo às comunidades onde a Fagron atua, responsabilidade na cadeia de suprimentos e boa governança.

Segundo Ivan Maróstica Gerente Geral Latam: “O Grupo Fagron Brasil vem trabalhando continuamente pelas metas estabelecidas no plano ESG Global para 2022. Nossas plantas produtivas estão engajadas na utilização de painéis solares para redução de consumo de energia, redução de utilização de papel, projetos que favorecem as comunidades onde as plantas estão localizadas além e sobretudo com cuidados sempre pela melhoria da qualidade de vida de nossos colaboradores. É um orgulho para nós brasileiros fazermos parte desse time Fagron”.

O plano ESG 2022 completo da Fagron, incluindo todas as metas, pode ser lido no site https://fagron.com/esg/

Fonte: https://www.euronext.com/en/about/media/euronext-press-releases/euronext-launches-new-aexr-esg-index

Presente em mais de 35 países, o Grupo Fagron é um conglomerado multinacional. Atua com pesquisa e desenvolvimento para longevidade, saúde, nutrição e beleza. Está no Mercado Magistral há 32 anos e ainda engloba embalagens, tecnologias para farmácia de manipulação, laboratório, testes, cursos e muito mais.

Na América Latina conta com há 11 anos com dez empresas no Brasil: Excipienta, Fagron Brasil, Fagron Genomics, Fagron Lab, Fagron Tech, Florien, Infinity Pharma, Mypack, Organic Compounding e Via Farma.

About DINO

Check Also

Pesquisa revela que maioria dos brasileiros estava com sobrepeso em 2021

Uma pesquisa realizada pelo Vigitel, revelou que, em média 57,25% da população do Brasil estava …