Home / Notícias Corporativas / Brincadeiras podem estimular a criatividade

Brincadeiras podem estimular a criatividade

De acordo com uma pesquisa, realizada pela Escola Superior de Educação de Coimbra, em 2022, 50,9% dos respondentes afirmam que a criatividade e imaginação podem ser desenvolvidas por meio de brincadeiras. A amostra foi realizada com mais de 1.600 famílias com crianças até dez anos.

Ainda de acordo com o estudo, as brincadeiras de faz de conta estão entre as preferidas das crianças, com 25,7% das respostas, seguidas das atividades de construção (19,3%), jogos (17,1%) e de desenho (16,3%). Com isso, tarefas lúdicas que buscam promover e incentivar a imaginação podem ser ferramentas importantes na educação das crianças, seja dentro de casa ou em sala de aula. 

Segundo a professora Renata Furlan, professora educadora da escola básica Francelino Mendes, em Tubarão, Santa Catarina, as brincadeiras educacionais permitem trazer uma abordagem mais interessante do currículo didático. “Quando realizamos um trabalho em sala de aula, trazendo para o ambiente escolar a ideia de diversidade e trabalho diferenciado, estamos de algum modo impulsionando o educando a pensar e realizar as atividades de maneira prazerosa”, comenta.

A professora explica que os alunos querem e precisam descobrir as boas qualidades diárias de sala de aula, através do estímulo contínuo que o corpo docente proporciona, no qual incluem brincadeiras e ferramentas que darão vazão à imaginação das crianças.

“Utilizamos materiais reciclados que os próprios alunos trazem de casa e materiais pedagógico pessoais dos professores. Quando os alunos realizam suas atividades buscando sempre expressar mais criatividade, sua participação e empenho têm reconhecimento. Estimular é fazer com que o aluno possa transmitir de sua maneira o seu conhecimento, sendo ele pouco ou muito”, comenta Renata.

Para Francielle Nunes, Diretora da Carimbos Nykon, empresa no segmento de carimbos e suprimentos para carimbarias e papelarias, a criatividade pode impulsionar todo um mercado, que busca sempre criar ferramentas que darão forma ao imaginário. Dentro desse panorama, a Diretora traz uma dica de entretenimento que utiliza ferramentas simples e inventivas, que pode ser praticada em sala de aula ou em casa:

Um passatempo simples de trabalhar com as crianças e utilizando materiais reciclados, é usar folhas secas de árvores, madeira, EVA ou, até mesmo, vegetais “quase passados”, e transformá-los em carimbos, criando desenhos diversos, de acordo com a imaginação de cada um.

“Já os carimbos infantis, basta escolher o tema e a cor do carimbo, e com isso, decorar onde quiser. A iniciativa depende do adulto ou educador que também pode ser estimulado quanto à sua criatividade”, finaliza Francielle.

About DINO

Check Also

Técnica brasileira de mastopexia é sistematizada

Os avanços no campo da cirurgia plástica mamária no Brasil estão gerando interesse de cirurgiões …