Home / Notícias Corporativas / Autoconhecimento pode ajudar na mudança de carreira

Autoconhecimento pode ajudar na mudança de carreira

No dinâmico cenário atual mundial, cada vez mais profissionais estão buscando uma mudança de carreira como forma de encontrar realização pessoal e profissional. Alguns fatores podem influenciar nessa insatisfação profissional, tais como uma escolha imatura da profissão, falta de perspectiva de evolução na carreira ou até mesmo fatores externos. Um levantamento da consultoria de recrutamento Robert Half, publicado pelo Portal CNN Brasil mostra que 64% dos entrevistados querem mudar de empresa em busca de novas oportunidades e melhores salários. Já os outros 36% buscam alguma mudança na área de atuação ou profissão, com objetivos de melhores condições de trabalho e qualidade de vida.

Para se ter uma ideia, essa busca pela transição de carreira já estava se tornando tendência. Um levantamento no início de 2023 feito pelo LinkedIn, com a participação de 23 mil trabalhadores em todo o mundo, contando com 1300 profissionais brasileiros, mostrou que 60% desses trabalhadores brasileiros cogitaram mudar de emprego no mesmo ano e que 20% já haviam iniciado as buscas por um novo trabalho. A pesquisa ainda destacou que a maior parte dos profissionais entrevistados procuravam a autossatisfação e bem-estar com o trabalho ao buscar pela mudança de carreira.

Investir em autoconhecimento pode ser um diferencial nesta etapa de reflexão sobre a mudança de carreira, pois é uma decisão que exige cautela, já que afeta a vida diária e financeira do profissional, explica a consultora de Recursos Humanos Juliana Oliveira. “É importante que o profissional não tenha pressa nesse processo. A mudança de carreira é uma decisão que impacta diretamente a vida e o bem-estar do indivíduo, por isso é necessário refletir com cautela e buscar orientação sempre que necessário”, destaca.

Juliana ressalta que o que explica a maior motivação das pessoas para encarar uma transição de carreira são as maiores chances de sucesso e aquisição de conhecimento em outras áreas, o que por consequência enriquece o currículo.

“Há novas modalidades de empregos atualmente e muitos profissionais têm buscado se aprimorar para estes novos cargos. Entre aqueles que pensam em carreira e desejam fazer uma mudança significativa em suas vidas profissionais, testes de comportamentos também andam sendo utilizados para analisar se o perfil tem a ver com a carreira”, complementa.

Ainda segundo uma publicação da especialista em gestão de carreiras Mônica Cavalcantti “muitos profissionais após anos de trabalho percebem que não estão satisfeitos com o que fazem. Sentem-se vazios e vivem uma sensação de que o tempo está escorrendo por entre os dedos, sem que eles tenham deixado sua contribuição no mundo”. No entanto, o processo de autoconhecimento não é simples e muitas vezes demanda tempo e dedicação.

A consultora de Recursos Humanos aconselha a tomar cuidado para que não seja feito um movimento por impulso, pois muitos profissionais tomam decisões apressadas que são baseadas em alguma dificuldade pessoal ou apenas a busca por um salário maior, o que pode acabar sendo frustrante.

“Algumas alternativas iniciais para quem deseja mudar de área, mas ainda não sabe exatamente qual caminho seguir é realizar um teste vocacional, conversar com profissionais de áreas distintas e até mesmo realizar cursos fora da área de formação atual. Essas tarefas podem ajudar o profissional a identificar qual área do conhecimento mais lhe agrada e ter uma lista de opções até encontrar o campo que ele realmente deseja trabalhar”, conclui a especialista.

About DINO

Check Also

Domus Academy lança quatro novos programas

Num cenário onde a dinâmica global é moldada por mudanças constantes, impulsionadas pela ascensão da …