Home / Notícias Corporativas / Além da saúde: pesquisas revelam motivos para ir à academia

Além da saúde: pesquisas revelam motivos para ir à academia

Segundo levantamento da OMS (Organização Mundial de Saúde), quase 500 milhões de pessoas vão desenvolver doenças por causa da inatividade física entre 2020 e 2030. Cientes disso, muitas colocam a busca por uma vida mais saudável como principal resolução para o ano novo, aumentando o fluxo nas academias em janeiro. Contudo, esses espaços são cada vez mais desejados por quem visa melhorar o sono, o bem-estar e ter novas experiências.

Como aponta um estudo da British Journal of Sports Medicine, indivíduos que participam de aulas de ginástica em grupo aumentam seu bem-estar social e reduzem a sensação de solidão. Na mesma linha, dados de uma pesquisa da ukactive mostram que 78% das pessoas dizem ter um impacto positivo na sua saúde mental e bem-estar ao frequentar a academia.

“Há uma consciência muito grande de que exercício é remédio. A busca por academias aumenta no começo do ano, mas precisamos olhar com muita atenção e oferecer uma experiência agradável e prazerosa para que a atividade física se torne parte da rotina desses novatos e, consequentemente, eles continuem a frequentar o espaço”, diz Richard Bilton, fundador e CEO da Cia Athletica.

Ainda em relação ao levantamento feito pela ukactive, 66% dos entrevistados acreditam que o exercício os ajuda a dormir melhor. “Esses efeitos tangíveis devem estar no topo da lista dos novos membros e devemos ressaltar as vantagens de melhorar o condicionamento físico. Assim, faremos com que esses novos alunos permaneçam por muito tempo”, aponta Bilton.

Celia Tanaka, aluna da unidade Curitiba há 17 anos, é um exemplo. Ela conta que faz atividade física desde criança, começou com natação e hoje faz aulas de musculação e ginástica diariamente. “Nunca deixei de praticar atividade física, nem mesmo durante as duas gestações, e continuo me movimentando até hoje. Gosto de me exercitar e realmente acredito que a prática da atividade física tem me ajudado muito em relação à minha saúde. Indico a prática para todos”. 

Mercado em alta e Brasil perto do topo

O maior interesse em atividades físicas e práticas saudáveis é algo que vem aumentando muito nos últimos 10 anos. De acordo com Global Wellness, a receita global saltou 65% entre 2013 e 2022, saindo de US$ 3,4 trilhões (R$ 16,8 trilhões) para US$ 5,6 trilhões (R$ 27 trilhões).

Com um crescimento médio de 27% ao ano entre 2021 e 2022, o Brasil possui atualmente 32.011 academias ativas, de acordo com dados da Cortex, ficando atrás apenas dos Estados Unidos neste quesito. O país também ocupa o segundo lugar, empatado com a África do Sul, em praticantes de atividades físicas, com 21% da população, conforme pesquisa da Cupom Válido, com dados da Numbeo, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Statista. A Índia lidera este ranking com 24%.

About DINO

Check Also

Brasil recebe US$ 6,9 bilhões em turismo internacional

Os números revelados pelo Banco Central destacam um marco significativo para a economia brasileira em …