Home / Notícias Corporativas / Adotar um animal é uma forte tendência no Brasil

Adotar um animal é uma forte tendência no Brasil

O protagonismo dos pets na vida das pessoas vidas é uma realidade. Durante a pandemia da covid-19, os sentimentos de solidão e isolamento ficaram mais aflorados e, por isso, a presença dos animais domésticos cresceu nos lares brasileiros, afirma uma pesquisa da Comissão de Animais de Companhia (Comac).

A principal porta de entrada dos animais das famílias é por meio da adoção. A adoção de felinos é superior a dos caninos, principalmente na região Norte, confirmando a tendência de que os gatos futuramente serão os pets predominantes no Brasil. Os adotantes de gatos, os casais sem filhos foram são maioria. “Os animais de companhia são extremamente importantes para a saúde e bem-estar emocional das famílias”, comenta Leonardo Brandão, coordenador da Comac.

“Todos os animais têm direito à alimentação, água, lar, saúde, carinho, diversão e serem felizes. Os animais adotados costumam estar na faixa etária mais jovem, embora os mais idosos também mereçam a chance de encontrar um lar aconchegante”, pontua Vininha F. Carvalho, editora da Revista Ecotour News (www.revistaecotour.news).

Segundo a Euromonitor International, o Brasil chegou ao ranking do segundo maior mercado de produtos pet, com 6,4% de participação global, pela primeira vez acima do Reino Unido (6,1%), perdendo somente para os Estados Unidos, que têm 50% do mercado.

Uma pesquisa publicada pela Animal Cognition, por cientistas da Universidade de Naples e do Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida, de Lisboa fortaleceu a ideia de que os cães sentem o que os tutores estão sentindo. Ela constatou que os cheiros produzem sinais químicos que informam emoções positivas (como felicidade) ou negativas (como o medo). Diante de uma pessoa que sente medo, os cães demonstraram sinais claros de estresse.

O Dia Nacional de Adotar um Animal, que será comemorado no dia 4 de outubro pelo 22º ano consecutivo, já conseguiu através de iniciativas individuais e do apoio de entidades sérias, um resultado surpreendente, ocorreram muitas adoções responsáveis e aproximação de muitas pessoas à causa dos animais.

“A partir do momento um animal é adotado, a pessoa deve assumir um compromisso com a vida deste ser inocente e jamais abandoná-lo. O início da convivência é um processo que deve ser conduzido com muita paciência e carinho. A adoção responsável é uma experiência muito gratificante, é a mais perfeita manifestação do amor incondicional”, conclui Vininha F. Carvalho.

About DINO

Check Also

Varejista de kimonos abre loja física após 13 anos on-line

Indo na contramão do mercado digital, que prevê crescimento de 35% nos próximos quatro anos, …