Home / Notícias Corporativas / Setor de eventos busca soluções de vendas para atender 590 mil produções em 2022

Setor de eventos busca soluções de vendas para atender 590 mil produções em 2022

Aproximadamente 590 mil eventos devem acontecer no Brasil em 2022, com um crescimento de 8%, se comparado com 2021, e oferta de vagas em 52 áreas da cadeia produtiva, de acordo com a Associação Brasileira de Promotores de Eventos (Abrape). O aumento na demanda está fazendo com que produtores busquem soluções para atender e organizar a retomada de vendas, inclusive de maneira híbrida e antecipada.

Recentemente, na Festa do Peão de Cajamar – evento que reuniu mais 220 mil pessoas –, os produtores recorreram a uma fintech para possibilitar um maior controle e aumento nas vendas. Ao todo, foram somados R$ 3,4 milhões em transações de débito e crédito e o registro das demais operações realizadas com dinheiro em espécie.

Uma  fintech – idealizada no sul do Brasil – criou para os produtores da área de entretenimento uma ferramenta com o objetivo de gerar economia e maior produtividade operacional. Para que se tenha ideia, a implementação de mais de 230 terminais de atendimento de vendas de alimentos e bebidas na Festa do Peão de Cajamar – de maneira antecipada e também no local – gerou uma economia de mais de R$ 700 mil aos produtores.

“O método híbrido consiste em oferecer formas diferentes de o cliente adquirir produtos que irá consumir durante o evento. O sistema pré-pago funciona com a compra antecipada de créditos para o consumo de bebidas e alimentos, evitando filas e a necessidade de um número maior de funcionários para atendimento durante o evento”, explica Wendrius Vianna, gestor da Soufan.

Facilidade e segurança

Além de gerar maior agilidade na compra de produtos, a venda no sistema híbrido também permite maior segurança e rentabilidade para os realizadores. Com a compra antecipada dos créditos, os clientes evitam filas e a organização do evento tem maior controle sobre os créditos vendidos e já utilizados. 

Já para os clientes, a solução híbrida oferece vantagem na agilidade e comodidade, além de evitar a fila para o pagamento de comanda na saída do evento.

Tendência na gestão financeira

Com a necessidade de distanciamento social durante a pandemia, as empresas de tecnologia investiram ainda mais nas formas de pagamento cashless e contactless — diminuindo o contato físico nos pagamentos. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), em 2021 foram registrados R$ 198,9 bilhões em pagamentos por aproximação, representando uma em cada quatro transações feitas com cartão de crédito.

“Essas formas de pagamento cresceram exponencialmente e, para o setor de eventos, isso é ainda mais necessário. Entre outras vantagens, com os novos sistemas, o organizador administra tudo pela palma da mão”, completa Wendrius.

About DINO

Check Also

Índice de Confiança do Empresário da Indústria (ICEI) cresce

Em recente publicação realizada pelo Portal da Indústria através do estudo Sondagem Indústria da Construção, …