Home / Notícias Corporativas / Ministério das Cidades e IPGC firmam acordo de cooperação

Ministério das Cidades e IPGC firmam acordo de cooperação

O Ministério das Cidades, através da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (SNDUM), e o Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC) firmaram um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) para trabalhar em conjunto pela evolução de cidades brasileiras através de Parcerias Público Privadas (PPP). O documento que valida esse entrelaço foi publicado pelo Diário Oficial da União.

Como objetivo principal, o acordo visa o desenvolvimento social e econômico sustentável e inovador dos municípios brasileiros para transformação digital no âmbito municipal considerando a Carta Brasileira para Cidades Inteligentes. Para gerar esse progresso, a atuação do IPGC parte de métodos de estruturação de projetos para a captação de recursos provenientes da atração de investimentos públicos e privados.

Para esta cooperação, o IPGC irá atuar nas áreas de iluminação pública, energias sustentáveis, telecomunicações e demais elementos de cidades inteligentes.  Porém, a malha de serviços que integram o portfólio do IPGC é mais extensa. Inclui a execução dos serviços de realização de limpeza urbana, manejo da arborização urbana, gestão de resíduos, geração de energia limpa através de usinas fotovoltaicas, disponibilização de rede de dados estável e segura, disponibilizando internet via fibra óptica, operação de esgotamento sanitário, gestão de serviços cemiteriais, entre outras possibilidades.

Leonardo Santos, presidente do IPGC, comemora a iniciativa e salienta a importância da união entre poder público e sociedade civil organizada. Para o executivo, esse trabalho coletivo é de extrema necessidade para o desenvolvimento dos brasileiros.

“Atuamos junto ao poder público e a iniciativa privada pela implantação de soluções que melhorem a vida das pessoas. É muito importante essa sinergia. Acreditamos na interlocução de vários atores sociais para uma guinada rumo ao desenvolvimento de cidades e estados mais inteligentes e que atendam às necessidades mais prementes da população”, justifica.

Nascido em 2013 como Movimento Integral da Cidade (Mov Cidade), no município mineiro de Divinópolis, o IPGC surgiu com o objetivo de discutir pautas públicas, em especial as ligadas à saúde. O trabalho cresceu e, 11 anos depois, busca um novo horizonte para a infraestrutura das cidades.

Nos últimos sete anos, já em operação no setor de PPPs e Concessões, o Instituto alcançou mais de 17 milhões pessoas, através da implementação de cerca de 114 projetos estruturados em 20 estados do Brasil. Isso resultou R$ 45 bilhões em contratos modelados e ainda R$ 9 bilhões em contratos assinados.

“Ao lado do Ministério das Cidades, temos certeza que poderemos evoluir ainda mais enquanto órgão dedicado à melhoria da qualidade de vida para os habitantes dos nossos municípios. Temos entendimento profundo da interconexão entre infraestrutura urbana e o progresso social, e sabemos que essa porta aberta pelo Ministério vai nos consolidar como agentes socioeconômicos”, comemora Leonardo.

Quem também comemorou o acordo foi o Secretário Nacional de Desenvolvimento Urbano, Carlos Tomé. “Celebramos o Acordo de Cooperação Técnica entre o Ministério das Cidades e o IPGC, com o objetivo de promover o desenvolvimento social e econômico sustentável e inovador dos municípios brasileiros por meio da atração de investimentos públicos e privados para transformação digital no âmbito municipal, considerando a Carta Brasileira para Cidades Inteligentes”, escreveu em suas redes sociais.

About DINO

Check Also

Mercado de importação de pedras naturais segue em expansão

Nos últimos anos, as importações de pedras naturais para decoração e construção têm experimentado um …