Home / Notícias Corporativas / Hércules investe na fabricação de EPIs femininos

Hércules investe na fabricação de EPIs femininos

A participação das mulheres em diversas atividades profissionais que tradicionalmente eram classificadas como masculinas aumentou bastante nas últimas décadas. Um levantamento da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), realizado em 2017, contabilizou 2,5 milhões de mulheres atuando em segmentos como indústria automotiva, mineração, construção civil e tecnologia, o equivalente a 1/4 da mão de obra empregada nesses setores.

Atenta às transformações da sociedade e do mercado de trabalho, a Hércules, empresa do grupo Ansell, voltado para a fabricação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), produz equipamentos para diversas áreas que são importantes para a economia, como construção civil, indústrias metalúrgicas, químicas, siderúrgicas, companhias elétricas, entre outras, e também é pioneira na produção de equipamentos para o público feminino.

“Constatamos um aumento da participação feminina em atividades nos diferentes ramos da indústria e da construção civil, no efetivo do Corpo de Bombeiros e polícias militar, civil e em equipes de resgate do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e GRAU (Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências). Por isso, investimos na fabricação de EPIs femininos”, afirma Ana Maria, Diretora Associada de Pesquisa e Desenvolvimento da Ansell.

De acordo com a profissional, uma vez que mulheres e homens têm anatomias diferentes, os EPIs precisam passar por adaptações, “já que questões como formato e altura influenciam em aspectos fundamentais para o correto funcionamento dos equipamentos, como a absorção de impacto, por exemplo”, completa.

Moda x EPI

A equipe de desenvolvimento de produtos da empresa conta com um profissional de moda para atender o público feminino e oferecer EPIs que aliem segurança e conforto. No processo, primeiramente é realizada uma visita às empresas para entender as necessidades das profissionais. Em seguida, é feita a modelagem em software específico, que depois vai para a etapa de corte e confecção de protótipos, seguindo para os clientes testarem e indicarem ajustes. Somente após a finalização de todo o ciclo as peças finais entram em produção.

About DINO

Check Also

STF amplia licença-maternidade para trabalhadoras autônomas

Uma nova decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) ampliou, por seis votos a cinco, o …