Home / Notícias Corporativas / Especialista comenta três medidas para solicitar a cidadania italiana

Especialista comenta três medidas para solicitar a cidadania italiana

Com a expansão da indústria e dos serviços, que neutralizou os efeitos negativos da contração nos segmentos de agricultura, silvicultura e pesca, a economia da Itália cresceu 1% ao final do primeiro semestre de 2022, em relação ao primeiro trimestre. A informação é do Istat (Instituto Nacional de Estatística).

Com isso, o PIB (Produto Interno Bruto) italiano chegou ao sexto trimestre consecutivo de alta e impulsionou o avanço em relação ao crescimento de 0,1% registrado entre janeiro e março, como mostram os dados divulgados pela Ansa Brasil – Agência Italiana de Notícias. De acordo com o Istat, o crescimento em relação ao segundo trimestre de 2021 é de 4,6%. 

Para Lilian Ferro, CEO da Simonato Cidadania, consultoria para o reconhecimento de cidadania italiana, os números positivos da economia italiana são um dos elementos que mais chamam a atenção de ítalos-descendentes que pleiteiam a cidadania italiana em países como o Brasil que, segundo estimativas, tem cerca de 25 milhões de descendentes de italianos. 

Ferro conta que, neste panorama, cresce a procura de pessoas interessadas em saber mais sobre o processo de obtenção de cidadania mediante a descendência direta de italianos. Ela explica que o procedimento pode ser feito de três formas: “A primeira opção para pedir a cidadania por descendência direta é pelo consulado, procedimento indicado para aqueles que não têm urgência em reconhecer”.

A segunda opção, prossegue, está disponível diretamente na Itália para aqueles que têm urgência em reconhecer. “Já a terceira alternativa é o método mais interessante, no qual o trâmite é realizado pelo tribunal onde se busca o reconhecimento. Nesta modalidade, não é preciso sair de casa e é possível pagar pelo processo de forma parcelada, levando um tempo relativamente pequeno se comparado aos demais”.

A especialista afirma que, quando se trata da solicitação de cidadania italiana, não há qualquer diferença em relação a descendentes de gerações mais próximas ou mais distantes. “A cidadania italiana é a única que não estabelece um limite de geração: basta ser descendente de italianos para entrar com o pedido de reconhecimento, o que independe de ser filho, neto ou bisneto de italianos, por exemplo”.

Os descendentes de italianos encorpam o volume de brasileiros que entram com o pedido de uma segunda cidadania. Segundo indicativos do Eurostat, gabinete de estatísticas da UE (União Europeia), 729 mil indivíduos obtiveram a cidadania em um Estado-membro da UE em 2020, uma alta de 3% em relação a 2019 – 24 mil brasileiros. Dentre os candidatos, 19,6% pleitearam a cidadania italiana.

Para mais informações, basta acessar: https://www.simonatocidadania.com.br/

About DINO

Check Also

Brasil tem aumento de cirurgias plásticas em homens

Buscando melhorar aspectos do rosto e corpo, o bem-estar e a vaidade, o público masculino …