Home / Notícias Corporativas / E-commerce brasileiro cresce 2% no primeiro semestre

E-commerce brasileiro cresce 2% no primeiro semestre

Um levantamento elaborado pela ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) apontou que, nos primeiros seis meses deste ano, as vendas registradas em e-commerce no país alcançaram a cifra de R$ 80,4 bilhões, o que representa um crescimento de 2% em relação ao mesmo período de 2022.

De acordo com os dados divulgados, entre os segmentos com melhor desempenho destacaram-se o de eletrodomésticos, moda, eletrônicos, alimentos, casa e decoração, telefonia e informática. Atualmente, as compras realizadas por meio eletrônico representam 10% de todas as vendas do varejo nacional.

Considerando ainda datas importantes do segundo semestre, como a Black Friday e o Natal, a ABComm estima que as vendas totais do e-commerce em 2023 atinjam o patamar de R$ 185,7 bilhões..

“O avanço da tecnologia, a disseminação dos smartphones e a acessibilidade cada vez maior à internet são fatores que corroboram com o crescimento do comércio eletrônico”, avalia Diego Shimohirao, CEO da Meu Kimono, e-commerce de artigos esportivos para artes marciais.

Para quem atua no setor de comércio eletrônico, o empresário recomenda a segmentação de mercado como uma boa estratégia para tornar-se referência no mercado de e-commerce.

“Investir em um nicho de mercado colabora para a diminuição da concorrência direta e, dessa forma, é possível explorar com mais profundidade o setor escolhido, atendendo os clientes em suas necessidades específicas”, ressalta.

Entre as opções de segmentação, Shimohirao destaca o mercado digital de artigos esportivos, no qual a Meu Kimono atua. Segundo uma análise elaborada pela plataforma Statista, um portal de dados e estatísticas, nos próximos dois anos, ou seja, até 2025, o comércio varejista de produtos esportivos pode expandir em média 5% ao ano.

“O mercado de artigos esportivos sempre teve uma boa demanda, porém, nos últimos anos, as pessoas passaram a buscar cada vez mais a atividade física como uma forma de melhorar a saúde e a qualidade de vida. Em razão disso, a expectativa é que esse mercado cresça cada vez mais”, avalia o CEO da Meu Kimono.

Para saber mais, basta acessar www.meukimono.com.br 

About DINO

Check Also

Três organizações sem fins lucrativos ganham US$ 1 milhão em subsídios da HCLTech para projetos de ação climática nas Américas

HCLTech, uma empresa líder mundial em tecnologia, anunciou hoje que a Argilando (Brasil), a No. …