Home / Notícias Corporativas / Como a arte apoia o trabalho interdisciplinar nas escolas

Como a arte apoia o trabalho interdisciplinar nas escolas

De acordo com os novos modelos de aprendizagem, baseados justamente no pensamento criativo e na resolução de problemas, o desenvolvimento da criatividade é o que estimula a quebrar os moldes, a pensar fora da caixa, a encontrar novas soluções e a enfrentar o medo de errar. Para a professora Mara Lúcia de França Oliveira Rezende, do Sistema Gabarito de Ensino, permitir e instigar a criança a explorar materiais do cotidiano, mostrar uma mistura da realidade e da fantasia, mas também um olhar de apreciação de obras de artes de vários artistas, são formas de desenvolver o olhar da criança para a arte do dia a dia.

A professora lembra que muitas vezes, quando se fala de arte na escola, há uma sensação de leveza: um sentido lúdico e divertido acompanha inevitavelmente as aulas dedicadas ao assunto, em oposição a temas mais exigentes e sérios, como português ou matemática. Na realidade, o pensamento criativo precisa ser mais explorado nas escolas como chave para abordar o estudo de qualquer disciplina. “A arte é uma escolha para parcerias interdisciplinares na educação, porém tem sido mais comumente usada para ilustrar ou expressar o conteúdo de outra disciplina.

Contudo, o cerne de uma produção artística é representar o significado interno do conteúdo que está sendo ensinado. Considerando a multidisciplinaridade uma forma atrativa e interessante para trabalhar conteúdos escolares, é importante que a arte permeie por vários aspectos de todas as disciplinas, tendo em vista que pode trazer o pensamento e a reflexão do aluno para uma forma ampla”, explica a Mara Lúcia Rezende.

“Como passamos por momentos difíceis com a pandemia e a defasagem do desempenho educacional, acredito que a arte tem um papel expressivo para o aluno, pois a mesma, quando é estimulada, possibilita a criatividade e a expressão, tornando possível diversas perspectivas de estratégias, gerando ideias e soluções para os desafios”, diz a professora. Além dos conceitos e do conteúdo das próprias obras de arte, há todo um corpo de teorias e filosofias que remontam a milhares de anos, que explicam como a arte se desenvolve e muda a consciência. “O ensino da arte é importante porque auxilia no desenvolvimento de várias habilidades. A arte traz ao indivíduo o desenvolvimento do percurso criativo pessoal e significativo, pois possibilita, a cada um, informações que transcendem os limites dos pensamentos e da imaginação, além de trazer benefícios aos alunos, como desenvolvimento da criatividade, coordenação motora, habilidade de interpretação, foco, concentração, percepção, senso crítico, interação com outras pessoas e imaginação”, diz Mara.

A professora Mara Rezende ressalta a importância da pesquisadora em arte-educação, Ana Mae Barbosa, que propôs a Abordagem Triangular para a formação de conhecimentos em arte, por meio da contextualização histórica, do fazer artístico e da apreciação artística, e defende a necessidade da existência, nas escolas, de educadores atualizados, artistas e acesso aos trabalhos contemporâneos, para que os estudantes consigam atingir o máximo do desenvolvimento integral.

About DINO

Check Also

Brasil recebe US$ 6,9 bilhões em turismo internacional

Os números revelados pelo Banco Central destacam um marco significativo para a economia brasileira em …