Home / Notícias Corporativas / Especialista fala sobre importância do planejamento estratégico nas empresas

Especialista fala sobre importância do planejamento estratégico nas empresas

Peça importante para encarar o mercado com uma visão mais realista e objetiva, o planejamento estratégico é o caminho para preparar quem quer iniciar um empreendimento e também para aqueles que querem expandir seus negócios. O processo já foi considerado bastante complicado de ser realizado, mas com o uso de tecnologia e plataformas modernas que oferecem abundância de dados, seu desenvolvimento se tornou bem mais barato e descomplicado.

No passado, a maior dificuldade que as empresas encontravam era o alto custo envolvido na elaboração de um planejamento estratégico. “Não se fazia uma pesquisa de mercado, por exemplo, com menos de 50 mil reais”, diz Paulo Guilherme Leal, especialista em Marketing Estratégico e Empreendedorismo. “Hoje conseguimos fazer de graça”.

A ideia por trás de um planejamento desses se apresenta, basicamente, como um guia completo com as metas, objetivos e todo o percurso que uma empresa deve seguir. É uma forma de definir, entender e interpretar todos os pontos envolvidos no desenvolvimento e administração de um negócio a médio e longo prazo. Com todas essas informações alinhadas, fica mais fácil para o empresário elaborar uma rota a ser seguida, tendo minimizado prováveis contratempos e conhecendo de antemão o caminho que vai percorrer.

Alguns dos passos envolvidos no desenvolvimento desse processo incluem a pesquisa de mercado. Anteriormente representava um alto custo, mas hoje em dia pode ser feita de graça utilizando o Google. A maioria das informações necessárias estão on-line e é possível verificar vários dados relacionados aos concorrentes, os termos mais buscados e consultar as principais reclamações dos clientes em mídias sociais e no Reclame Aqui, por exemplo.

Uma ferramenta onde se possa analisar dados, como as principais reclamações submetidas, pode fornecer uma boa base do que fazer e do que não fazer. “É possível usar isso como oportunidade, pois o produto ou serviço terá que atender essa reclamação, ou seja, acabar com a dor do cliente”, afirma Leal. “É a forma mais prática de entrar no mercado”.

Outro passo importante seria a montagem de uma análise SWOT (sigla do inglês: Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats). Essa análise consiste em apurar e definir os pontos fortes e fracos do empreendimento em si, assim como as oportunidades e ameaças do mercado. Mais um ponto significativo seria identificar quem é o público-alvo pretendido e, a partir disso, trabalhar para se aproximar dessa audiência. Uma forma de fazer essa aproximação seria considerar parcerias com eventuais influenciadores digitais que atuem no segmento.

Leal ainda aponta alguns outros passos que podem ser úteis, sendo eles: a testagem do produto, enviando para uma base de amigos e parentes a fim de que identifiquem pontos de melhoria; a elaboração dos valores da empresa, “isso é muito importante para definição de sua identidade e posteriormente, de sua USP (Unique Selling Proposition – Proposta Única de Vendas)”, explica o especialista.

E como etapas finais, para Leal, está o Plano Tático, visando o marketing operacional, ou seja, a implementação prática das ações. “Aqui você começa com suas metas de vendas, unidades, previsão mensal de vendas, investimentos, etc”. E por fim, a correção e acompanhamento dos resultados, buscando sempre determinar quais são os pontos fortes em que a empresa deve continuar o investimento e em quais deve redobrar atenção para ser ainda melhor, isso sempre a partir de uma análise real de fluxo de caixa, demonstrativo de lucros e perdas, estoque (quando for o caso), entre outros. 

About DINO

Check Also

Movimento Bem Maior fomenta cultura de doação em todo o país

Com a ideia de apoiar e oferecer bases aos projetos sustentáveis e de capacitação junto …